Ministério de Cura e Oração: Por Que não se Curam mais Pessoas?

29 de jan de 2014

Por Que não se Curam mais Pessoas?

"A fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus," Romanos 10.17.
Nunca nasce a fé por nossa "compaixão." Nunca nasce a fé por nosso "dó."
Nunca nasce a fé por conversar sobre as dores e os sofrimentos, fraquezas e enfermidades da vítima. "A fé é pelo ouvir... a Palavra de Deus." Romanos 10.17.
Nasce a nossa fé AO OUVIRMOS A PALAVRA DA VERDADE.
É nosso DEVER dizer a verdade ao povo. Disse Jesus: "Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará," João 8.32. Ele é a verdade. Se queremos ver as massas humanas libertadas da escravidão da doença, DEVEMOS pregar-lhes a parte da Palavra que as liberta das doenças. 
A verdade é: CRISTO QUER CURAR TODOS VOS, ou se não, não teria levado as "pisaduras" pelas quais "fomos sarados," Isa. 53.5; I Ped. 2.24.
Então perguntais:
Por que não se saram mais pessoas?
Ê por falta de se ensinar e pregar esta grande verdade. Em vez de
ficarmos ao lado dos leitos das multidões de enfermos, apiedando-nos de seus sofrimentos e dando a entender que deve ser a vontade de Deus "levá-los," ou que deve ser para "ensiná-los a ter paciência," ou talvez "ficarem mais perto ao Senhor, por meio da enfermidade," devemos DECLARAR GUERRA CONTRA TODA A FORMA DE ENFERMIDADE, exercendo nossa autoridade sobre toda a forma de poder demoníaco, pelo Nome poderoso e triunfante de JESUS CRISTO, ministrando libertação aos que sofrem.
Se a salvação é para todos a cura divina é para todos.
Nunca duvidamos ser a vontade de Deus salvar mesmo os mais vis e os mais indignos. Como é que temos esta certeza? É porque nos foi ensinada a VERDADE sobre isto. Fomos ensinados desde a infância que a salvação é para TODOS os que crêem, porque "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a
vida eterna," João 3.16.
Se tivéssemos sido ensinados acerca da cura para o corpo tão
positivamente como fomos ensinados quanto à salvação da alma, o povo creria tão depressa para receber a cura como o faz para receber a salvação.
Se Deus operava milagres e curava nos tempos passados, mas não quer fazer o mesmo hoje, segue-se que Ele é um Deus que "era" e não o Deus que "é".
Mas afirmo enfaticamente que Ele é o grande "EU SOU" - "EU SOU O SENHOR QUE TE SARA," Agora mesmo Deus está dizendo: "Eu sou o Senhor que — TE sara." Amanhã Ele será isso mesmo. Estará curando os enfermos que olham para Ele amanhã, porque será ainda o grande "EU SOU." Não pode haver dúvida; Ele continua a conceder a cura a TODOS que se chegam a Ele crendo na Sua promessa. "Seja-vos feito segundo a vossa fé," Mat. 9.29. Portanto, "Peça-a com fé, não duvidando," Tiago 1.6.
A cura espiritual e física. A cura, na Bíblia, é tanto física como espiritual.
Os dois dardos que Satanás tem atirado contra a humanidade são A
ENFERMIDADE e A DOENÇA. Ambas entraram no mundo pela desobediência de Adão e Eva. Os dois arautos da vitória que Cristo trouxe ao mundo são a SALVAÇÃO e a CURA - libertação do pecado e da doença. Acho melhor declará-lo desta maneira: a SALVAÇÃO do pecado e da doença, ou a CURA do pecado e da doença. Ambos os remédios estão numa só expiação, supridos por
um só sacrifício e por um só substituto. Tem o mesmo significado dizer CURADO como dizer SALVO. Se dizemos CURADO, é para ambos, corpo e alma. Se dizemos SALVO, é, também, para ambos, alma e corpo.
Não estaria completo se o homem não salvo e enfermo no corpo, fosse salvo dos seus pecados, mas não curado de sua enfermidade, depois de ouvir proclamada esta verdade. Seria incompleto se um pecador curado ficasse com seus pecados. A pessoa é perdoada destes males espirituais quando seu físico é "salvo," isto é, CURADO. POR QUÊ? Simplesmente porque aceitara a expiação.
Como pode esta pessoa aceitar apenas uma metade dos benefícios, depois de saber a verdade? Chegou a ver Jesus, o Sacrifício ensangüentado, levando tanto suas ENFERMIDADES como seus pecados. Isso é a "verdade que liberta os homens,".
Em nossas campanhas evangelísticas, sempre pregamos uma provisão
plena, dupla, convidando os "não salvos" a aceitarem Jesus Cristo, que os "cura"
e os "salva" ao mesmo tempo; a crer que Ele cura as enfermidades ao mesmo
tempo que salva do pecado. O resultado é libertação igualmente do corpo e da
alma. O corpo e a alma são sempre libertados juntos, se o povo crer nisso. Paulo
diz: "Fostes comprados por bom preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo, e
no vosso espírito, os quais pertencem a Deus," I Cor. 6.20. Manda-nos usar tanto
o corpo como o espírito para glorificar a Deus. Ambos foram "comprados por
bom preço."
Não é de admirar que Jesus dissesse ao
Homem paralítico:
"Filho, tem bom ânimo, perdoados te são os teus pecados, Mar. 2.5; Mat.
9.2. Quando ele se levantou, tomou sua cama e andou, deixou atrás seus pecados
com sua enfermidade. Foi por esta razão que Jesus perguntou: "Qual é mais fácil
dizer: Perdoados te são os teus pecados; ou dizer: Levanta-te e anda?" Mar. 2.9.
Se Jesus tivesse dito a esse homem que seus pecados foram levados; sua
enfermidade teria, também, de sair, pois o remédio pelos dois foi providenciado
na mesma expiação, e Isaias já havia declarado: "Ele foi ferido pelas nossas
transgressões . .. e pelas Suas pisaduras fomos sarados," Isa. 53.5. Se Jesus
tivesse ordenado que este homem se levantasse e andasse, então seus pecados,
também, teriam de sair.
Oh! como o povo carece de saber da plena libertação dupla!
A palavra grega traduzida "salvo" em Romano 10.9 ("Serás salvo") é a
mesma palavra usada por Marcos quando escreveu: "E todos os (enfermos) que
LHE tocavam SARAVAM," Mar. 6.56. Ambas as palavras, "SALVO" e
"SARAVAM," foram traduzidas da palavra grega "sozo."
Convém que aqueles que são contra a cura divina, aprendam o sentido
destas palavras no texto original. Observem que ambas estas palavras que se
encontram nas seguintes Escrituras são traduzidas da mesma palavra grega,
"sozo:" Sare
— Mar. 5.23. Salvo — Mar. 16.16. Salvo — Luc. 8.36. Salvo — Atos
2.21. Curado — Atos 14.9. Salvos — Ef. 2.8. Salvou — Luc. 18.42. Salvará —
Tiago 5.15. Salvou — Mar. 5.34. Sararei — Mar. 5.28. Salvou — Luc. 17.19.
Curado — Atos 4.9. Curado — Atos 4.12. Saravam — Mar. 6.56.
Não há necessidade de serem os crentes enfermos
Não toleramos o pecado em nossas vidas porque Jesus levou nossos
pecados. Nem necessitamos de tolerar enfermidade em nossos corpos, porque
Jesus levou as nossas enfermidades. "Ele TOMOU sobre Si as nossas
enfermidades (fraquezas), e LEVOU as nossas doenças" (moléstias), Mat. 8.17.
"Verdadeiramente Ele TOMOU sobre Si (levou) as nossas enfermidades (ou
doenças), e as nossas dores LEVOU sobre Si," Isa. 53.4. Por esta Escritura
SABEMOS que Jesus LEVOU nossas enfermidades. Segundo I Pedro 2.24 —
"LEVANDO Ele mesmo em Seu corpo OS NOSSOS PECADOS sobre o
madeiro" — SABEMOS que Jesus LEVOU nossos pecados. Se Ele os levou, não
necessitamos de os levar. Se necessitamos de levá-los, Jesus não necessitava de
levá-los. Se necessitamos de levá-los, então foi debalde que Jesus os levou. O
Evangelho mostra claramente que Ele os LEVOU, e, portanto, SOMOS
REDIMIDOS DELES e assim JAMAIS NECESSITAMOS DE OS LEVAR.
Mas os crentes, no todo, têm sido levados a crer que, apesar de redimidos
de seus pecados, devem continuar a sofrer suas enfermidades, porque "pode ser
que não seja a vontade de Deus curá-los." Sabem que Ele curava outros, mas
foram, talvez, e somente, os mais felizes, aos quais Ele queria dispensar esta
misericórdia. Se tivesse sido Sua VONTADE curá-los, SABEM que Ele o
poderia fazer, mas, sem CERTEZA DA SUA VONTADE, ficariam "pacientes,"
continuando a padecer a doença que consome seus corpos. Imagine! A doença
consumindo o próprio corpo "comprado por bom preço;" sim, o preço do corpo
do Filho de Deus! Isso te parece razoável? Não! Mil vezes — Não!
Fico penalizado com as massas de crentes tão mal ensinadas. Como isso
difere da Palavra de Deus! Diz Bosworth: "Quando pergunto a um crente se acha
que seja a vontade de Deus curá-lo, e ele responde que não sabe se é ou não,
então lhe pergunto se é A VONTADE DE DEUS CUMPRIR SUA
PROMESSA." Certamente é uma pergunta muito razoável fazer aos que duvidam
se é a vontade de Deus CURAR A TODOS que estão enfermos.
Quero repetir: a razão porque mais pessoas não são curadas é porque lhes
faltam a pregação e o ensinamento destas verdades. Desde que "a fé vem pelo
ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus,"então, se esperamos que o povo tenha fé
para receber a bênção divina de Deus para curar o físico, DEVEMOS proclamar-lhes estas verdades bíblicas que servem para criar fé para receber esta bênção. 
Quantos pecadores seriam salvos se o pregador nunca pregasse um sermão sobre a salvação? Ou se, quando resolve pregar um sermão sobre o assunto da salvação, baseasse seu discurso sobre os seguintes pontos principais: 
1) Pode não ser a vontade de Deus vos salvar. 
2) Talvez vosso pecado seja para a glória de Deus. 
3) Permanecei resignados nos vossos pecados até Deus vos querer salvar.
4) Já passou o tempo de MILAGRES (conversões). Quantas almas se salvariam,e quantos pecadores receberiam fé para se converterem por suas mensagens? Contudo, esses são quase os únicos pontos enfatizados que os enfermos ouvem quanto à cura; assim, é fácil compreender por que um número maior de pessoas não é curado hoje. 

Um comentário:

Anônimo disse...

Achei interesante entao ore por mim que eu estou precisando;Amem e Aleluia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

JESUS É O MESMO ONTEM, HOJE E ETERNAMENTE HEBREUS 13:8

JESUS É O MESMO ONTEM, HOJE E ETERNAMENTE HEBREUS 13:8

Postagens populares